Por dentro de “Este não é o seu lar”

“Seja civilizada em um ambiente hostil. Vá para a faculdade, estude, comece uma carreira. Faça tudo certo. Compre um apartamento. Compre obras de arte. Compre um tipo específico de felicidade. Mas, acima de tudo, mantenha a cabeça baixa. Fique quieta. E continue.” 

Este não é o seu lar é o primeiro romance da escritora Natasha Brown. Nele, Brown reúne sua experiência de dez anos trabalhando no mercado financeiro para apresentar essa história em que cada frase é imprescindível, em que não há excessos. Em pouco mais de 130 páginas, observamos a construção de um panorama impecável sobre a experiência de uma mulher negra no Reino Unido de hoje. 

No livro, que recebeu comparações com Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf, e Citizen, de Claudia Rankine, acompanhamos a vida de uma protagonista não nomeada ao longo de um dia e o processo de tomada de uma decisão que pode mudar a sua vida pra sempre – ou acabar com ela. 

De maneira elegante e meticulosamente calculada, Brown brinca com as palavras e com a estrutura narrativa com domínio matemático. Nada está ali por acaso. Na prosa minimalista da autora, confrontamos temas como racismo, assédio, microagressões cotidianas e as consequências sentidas até hoje do colonialismo britânico. 

“Quando vou às escolas, eu poderia tentar dizer alguma coisa. Para as assembleias de crianças em busca de inspiração. Porque mesmo hoje a pátria-mãe não afrouxou seu aperto. A Inglaterra continua a possuir, a abusar e a se beneficiar das terras tomadas durante suas explorações no século XX. Queimando nossos futuros para abastecer sua economia voraz. Sob ameaças de violência econômica. Ensinando-nos, enquanto isso, sobre autossuficiência. Interferindo em nossas políticas, nossas democracias, nosso acesso ao estágio da economia global; criando países subdesenvolvidos. 

Melhor das hipóteses: essas crianças crescem, assimilam, arrumam empregos e despejam dinheiro em um governo que lhes diz eternamente que elas não são britânicas. Este não é o seu lar.” 

De acordo com a revista Vogue UK, o romance é a “nova obsessão literária. A abordagem arrebatadora da estreante romancista Natasha Brown sobre a elite britânica anuncia a chegada de um novo talento brilhante. Sua prosa é afiada como uma navalha, manejada como uma faca… Este não é o seu lar é muito sutil e elegante para atender ao nosso desejo de soluções rápidas.”  

Contratado em mais de 16 territórios, Este não é o seu lar foi publicado em junho no Reino Unido e agora, em setembro, nos Estados Unidos e no Brasil. Não é por acaso que Natasha Brown se tornou um fenômeno. Seu livro de estreia é devastador – e inegavelmente fundamental. 

Boa leitura!