Clássico de Orwell, “1984” completa 72 anos

Nesta semana, 1984, obra clássica de George Orwell, completou 72 anos. O livro, que descreve uma sociedade totalitária liderada pela misteriosa figura do Irmão Maior, segue terrivelmente atual, reforçando a imagem de Orwell como um pressagiador de nossos tempos.

A obra do autor entrou em domínio público no início de 2021 e provocou uma enxurrada de novas edições de seus livros no mercado, além de discussões sobre mecanismos de vigilância, totalitarismo e duplipensar – temas que seguem relevantes mais de 70 anos depois da morte do autor.

Em fevereiro, a Tordesilhas lançou uma edição de 1984 com nova tradução e posfácio por Ronaldo Bressane e projeto gráfico especial, com box e arte de capa pelo artista estadunidense Andy Gregg.

E pra quem quiser saber mais sobre Orwell, o autor por trás do clássico, vale a pena conhecer a biografia Orwell: um homem do nosso tempo, de Richard Bradford.