Indicações da equipe para 2021

Com o início de um novo ano começamos a estabelecer nossas metas de leitura. Ler mais mulheres, ler mais autores da América Latina, ler pelo menos um livro por mês, ler três livros por mês, botar a leitura da biblioteca pessoal em dia… São muitos objetivos distintos que podem mover um leitor. Por isso, convidamos alguns funcionários da Tordesilhas Livros para indicar seus livros favoritos da editora para começarmos bem 2021!

O pântano das borboletas, de Federico Axat

Para fãs do filme Conta comigo, da série Stranger Things e de finais inesperados ao estilo de O sexto sentido. A história é um romance de formação que fala de uma amizade que está acima de todas as coisas, sobre os acontecimentos de infância que moldam o resto da nossa vida. A escrita de Federico Axat é magistral, pois, além de contar uma história tão singela quanto potente, consegue nos pregar uma peça surpreendente só revelada no último parágrafo do livro. Resista à tentação de ler o final e viverá a experiência de um livro incrível.

Um teto todo seu, de Virginia Woolf

Mesmo o foco sendo na profissão de escritora e no mundo acadêmico, é impressionante como o ensaio da Virginia Woolf ressoa até hoje. Uma leitura feminista essencial. Inclusive em tempos de pandemia, em que vemos o impacto no trabalho e na saúde mental das mulheres. Exemplos são a diminuição da publicação de artigos científicos de autoras e a dupla carga horária que as mães têm que enfrentar, reforçando a necessidade defendida pela autora de um espaço íntimo e independente de autodesenvolvimento.

O fio da trama, de Alessandra Blocker e Consuelo Blocker

Eu indico para os leitores O fio da trama. Adorei conhecer essa história passada na Itália dos anos 1930 e acompanhar situações e dificuldades da época com uma riqueza de detalhes que faz com que viajemos sem sair do lugar. A matriarca da família, uma mulher muito forte e além de seu tempo, com certeza inspirou filhos e netos e é um exemplo de superação para tantas outras mulheres. Gostei também da forma como o livro foi escrito com base no diário da avó Gabriela, intercalado com os comentários e histórias da filha Costanza e das netas Alessandra e Consuelo, criando contrapontos entre o passado e o presente.

100 passos até uma pegada, de Lauro Henriques Jr.

Minha indicação é 100 passos até uma pegada. Gostei bastante de produzir esse livro. O projeto gráfico foi um desafio – dispor de forma organizada e homogênea todo o conteúdo (a história em si, todas as imagens e ilustrações da obra) foi uma atividade longa, mas muito prazerosa. Acho que conseguimos criar uma obra capaz de agradar tanto aos mais jovens quanto aos leitores mais velhos e mais experientes. O apoio e a parceria de longa data com o autor, Lauro Henriques Jr., também facilitou muito o trabalho.

Orwell: um homem do nosso tempo, de Richard Bradford

Nessa biografia, Richard Bradford traça paralelos entre a vida e a obra de George Orwell, um dos escritores mais importantes do século XX, e os tempos atuais. Conhecido por seus romances 1984 e A revolução dos bichos, Orwell é considerado uma espécie de pressagiador capaz de identificar tendências que nos acompanham até hoje. No ano em que sua obra entra em domínio público, Orwell: um homem do nosso tempo é um excelente caminho para mergulhar ainda mais fundo da vida desse grande autor.

Quando escolheram por mim, de Lauren Miller

Eu sou a Jane, de Direitos Autorais, e recomendo para jovens leitores a obra Quando escolheram por mim. Uma trama rápida e envolvente que mistura romance e mistério, tudo em torno de uma discussão que está cada vez mais em alta: o quanto a tecnologia e redes sociais influenciam nas nossas escolhas? Você realmente ainda decide quem você é ou estão decidindo por você? Vale a pena a leitura!