BUSCA
    
MÍDIA SOCIAL
NEWSLETTER

19 de Fevereiro de 2017. Bem-vindo!
Você está em: Home » Catlogo
Castelo de areia
22x29cm
104
Trata-se de uma graphic novel sua, publicada originalmente pela celebrada editora Atrabile. Voltada para o pblico adulto, destaca-se por ilustraes realistas, detalhadas, assim como pelo texto elaborado, que d ampla margem a reflexes sobre a vida – e principalmente sobre a morte.
Sem se conhecerem, duas famlias, um casal e um misterioso homem rabe coincidentemente passam a manh numa praia isolada. Enquanto as relaes cotidianas se desenvolvem sem maiores surpresas, uma criana encontra no mar o cadver de uma mulher. O espanto causado pela descoberta ofuscado pela estranheza de uma situao logo percebida por todos: o tempo passa aceleradamente, de tal forma que, em poucas horas, as crianas entram na puberdade e, logo, na vida adulta, enquanto os adultos envelhecem e os velhos tornam-se ancios – e logo morrem. Desesperados, os personagens tentam sair da praia, sem sucesso. Todos esto confinados naquele misterioso lugar: qual a origem daquele fenmeno? Por que eles? Principalmente, eles conseguiro escapar? Trata-se de uma graphic novel sua, publicada originalmente pela celebrada editora Atrabile. Voltada para o pblico adulto, destaca-se por ilustraes realistas, detalhadas, assim como pelo texto elaborado, que d ampla margem a reflexes sobre a vida – e principalmente sobre a morte.
Contos de imaginao e mistrio
Edgar Allan Poe, Harry Clarke (ilustrador)
16 x 23 cm
424
Contos de imaginao e mistrio apresenta 22 magnficas histrias de suspense, repletas de cenrios lgubres, clima sobrenatural e de horror.
Edio de luxo, ilustrada, com capa dura e sobrecapa. Contos de imaginao e mistrio apresenta 22 magnficas histrias de suspense, repletas de cenrios lgubres, clima sobrenatural e de horror. Narrativas clebres como “Os assassinatos da Rue Morgue” (sobre o mistrio do brutal assassinato de duas mulheres em Paris, investigado e solucionado pelo detetive Dupin), “O poo e o pndulo” (sobre um herege preso e torturado pela Inquisio) e “A queda da casa Usher” (o narrador, hspede da lgubre manso, descreve a melanclica estranha decadncia de uma famlia) esto ao lado de outras menos conhecidas ou citadas, mas nem por isso menos brilhantes: “Os fatos do caso do sr. Valdemar” (no qual o protagonista permanece hipnotizado enquanto morre, podendo assim “assistir” prpria morte), “Silncio: uma fbula” (longo dilogo entre o demnio e o narrador) e “Leonizando” (narrativa de vis absurdo, em que a personagem e obcecada pelo estudo do nariz).
Corao de me
Isabel Minhs Martins
20,1 x 22,6 cm
26
Leve prosa potica sobre a doce e afetuosa reao de uma me aos atos e s descobertas do filho. Evidencia a importncia de cada gesto do filho, por menor que seja, para o corao da me. Ideal para crianas que passam pelo processo de alfabetizao.
Doce e afetuosa descrio das reaes da me aos atos e descobertas do filho, de acordo com o estado emocional dela em cada circunstncia. Com vistosas e criativas ilustraes, que dialogam saborosamente com o texto. Recomendado para crianas em alfabetizao.
De profundis
Oscar Wilde
13,7 x 20
208
Oscar Wilde j era reconhecido como um dos melhores autores de seu tempo quando foi condenado priso, em 1895. A acusao de “indecncia grave” remetia muito discutida homossexualidade de Wilde, considerada crime na poca. Enquanto estava encarcerado, o autor escreveu uma carta a Lord Alfred Douglas, com quem mantinha uma relao que foi o estopim para sua priso. Intitulada De profundis, a carta, amarga, traz uma reflexo a respeito da tica, com a linguagem de um grande escritor, um homem cuja vida no seria mais a mesma aps os anos de encarceramento, mas cuja obra permaneceria por sculos como um cnone da literatura.
Enquanto ganhava reconhecimento literrio, Wilde se envolveu com o jovem Lord Alfred Douglas, a quem ele chamava Bosie. O pai de Alfred, o marqus de Queensberry, soube do envolvimento amoroso eenviouao escritor irlands uma correspondncia atacando a homossexualidade do autor. Em resposta, Wilde processou o marqus por difamao, mas a deciso acabou sendo um tiro no prprio p – os advogados do marqus apresentaram provas da homossexualidade (considerada crime poca) de Wilde, no apenas se livrando da acusao de difamao, mas provocando a priso do escritor por “indecncia grave”. No dia 25 de maio de 1895, Wilde foi considerado culpado e sentenciado a alguns anos de priso. Isolado da sociedade, Wilde manteve-se ocupado escrevendo. Um de seus trabalhos foi a carta que viria a ser chamada “De Profundis” e que foi publicada cinco anos aps sua morte. O ttulo significa “das profundezas” e faz referncia ao salmo 130, da Bblia, no qual a expresso usada como metfora de uma terrvel angstia e, segundo alguns crticos, da morte. O texto d conta das dificuldades sofridas por Wilde, que, enquanto discorre sobre os tormentos que Bosie lhe trouxe, acaba revivendo certos episdios de sua relao.Cheio de amargura, Wilde chama a ateno de seu provvel amante para o desperdcio que lhe trouxe tanto financeira quanto artisticamente. Culpa-o pelo dinheiro esbanjado e por suaprpria produo literria escassa. A disparidade com que o autor v a sua vida e a de seu antigo companheiro flagrante: "Voc tem caminhado livre entre as flores. De mim o belo mundo de cor e movimento foi usurpado". Wilde tambm comenta a natureza humana e a sociedade, na qual seu status foi deteriorado aps a priso. De fato, quando termina o perodo de encarceramento, ele se exila na Frana e passa a viver na casa de amigos e em hotis baratos. Sua produo literria nessa poca mnima, e a escassez permeia toda a sua vida – Wilde estava falido e emocionalmente esgotado, alm de ter a sade debilitada. Wilde nunca enviou a carta para Bosie, que a leu pela primeira vez quando ela foi publicada. De profundis uma obra menos estudada que os clssicos do autor, como O retrato de Dorian Gray e a pea A importncia de ser prudente. A edio da Tordesilhas tem posfcio de Munira H. Mutran, professora da Universidade de So Paulo (USP) e fundadora da Associao Brasileira de Estudos Irlandeses(ABEI). Munira amplamente reconhecida por sua contribuio ao estudo da literatura irlandesa.
ATENDIMENTO
Avenida Paulista, 1337, Conjunto 11
Bela Vista - So Paulo
CEP: 01311-200, Telefone (11) 5572-9474.
DISTRIBUIDORES
Clique aqui e confira a lista de
distribuidores do selo Tordesilhas
no Brasil e no exterior.
CONTATO
Clique aqui para acessar a área de contato e saiba como se comunicar com os departamentos do selo Tordesilhas.
webzero | laboratório de idéias