BUSCA
    
MÍDIA SOCIAL
NEWSLETTER

19 de Novembro de 2017. Bem-vindo!
Você está em: Home » Catlogo
A definio do amor
Jorge Reis-S
14 x 21 cm
256
Numa pequena cidade portuguesa, Susana sofre um AVC. Os mdicos decretam sua morte cerebral ao mesmo tempo que anunciam sua gravidez de doze semanas – causa provvel do acidente vascular. Francisco, o marido, comea ento o dirio do seu luto, que vai de maio a outubro, porque decidem no interromper a gestao. Francisco falar ento do que viver a morte anunciada, com todas as circunstncias que o levaram at ali e que diariamente tem de enfrentar. Entre cada um dos meses, uma vspera se anuncia. Cada uma delas composta por uma carta, cujo conjunto percorre trinta anos da vida de pessoas ligadas intimamente ao casal e vai explicar muito do que agora se passa.
Jovem autor e editor, considerado uma das figuras de destaque na nova gerao de escritores portugueses, pea-chave no recm-aquecido interesse de Portugal pela literatura brasileira, Jorge Reis-S j viveu vrias vidas antes mesmo de completar 40 anos: a do editor idealista que comea um negcio na casa da av, na pequena cidade onde nasceu; a do poeta que escreve “na torrente da memria”; a do jornalista que vai atrs do Papa Francisco na Terra Santa; a do editor daquela que ser provavelmente a mais importante antologia da literatura brasileira publicada em Portugal, lanada no ano passado pela Editora Glaciar em parceria com a Academia Brasileira de Letras. Em A definio do amor, Reis-S retorna ao romance, revisitando o universo de trabalhos anteriores. Um mundo em quese pode tocar os mortos, porque afinal no h mistrio, e preciso continuar, preparar a vida seguinte. Numa pequena cidade portuguesa, Susana sofre um AVC. Os mdicos atestam sua morte cerebral ao mesmo tempo que anunciam sua gravidez de doze semanas – gravidez que o marido desconhecia e causa provvel do acidente vascular. Francisco, o marido, comea ento o dirio do seu luto, que vai de maio a outubro, porque decidem no interromper a gestao. Enquanto Matilde cresce no ventre da me inerte, Francisco recorda os anos (poucos) de casado; a chegada do primeiro filho, Andr, apenas 10 meses antes; a infncia. Recorda os pequenos e os grandes gestos que fizeram seu casamento e a sua existncia. E tenta imaginar como ser a vida depois da morte. Entre cada um dos meses desse dirio uma vspera se anuncia,cada uma delas composta por uma carta, cujo conjunto percorre mais de trinta anos da vida de pessoas ligadas intimamente ao casal e vai explicar muito do que agora se passa: o suplcio de Beatriz, tia de Susana, que troca o filho que trazia no ventre pelo casamento na Igreja com um homem que ao final a matar; o tormento de Paulo, o marido assassino e apaixonado que viveu tambm um amor proibido com a tia Conceio; o irmo desta, Joaquim, padre e pedfilo que d cabo da prpria vida. “Que culpa temos ns do amor que sentimos?” pergunta-se Rita a certa altura, ela mesma apaixonada pela amiga Susana. Numa linguagem suscinta, numa prosa por vezes indistinta da poesia tal a sua carga lrica, Jorge Reis-S faz uma viagem lcida e resignada ao interior de um homem que, de certa maneira, despede-se de si mesmo. No poderia ser mais apropriada, portanto, a epgrafe que encerra o livro:“Vou para casa esquecer que parti”.
ATENDIMENTO
Avenida Paulista, 1337, Conjunto 11
Bela Vista - So Paulo
CEP: 01311-200, Telefone (11) 5572-9474.
DISTRIBUIDORES
Clique aqui e confira a lista de
distribuidores do selo Tordesilhas
no Brasil e no exterior.
CONTATO
Clique aqui para acessar a área de contato e saiba como se comunicar com os departamentos do selo Tordesilhas.
webzero | laboratório de idéias